Menu Categorias
Vestibular: o maior desafio é a inteligência emocional

Vestibular: o maior desafio é a inteligência emocional

Por: Marcia Belmiro | Adolescentes | 03 de outubro de 2019

Na jornada em busca de uma vaga na universidade, é comum que os estudantes acreditem que seu maior desafio é acadêmico, quando na verdade está localizado no âmbito da inteligência emocional. Os estudiosos Travis BradberryJean Greaves afirmam que pessoas com QI médio superam aquelas com QI mais alto em 70% das vezes. Isso se deve a uma série de características que, juntas, não só aumentam a performance nos estudos, mas também trazem mais bem-estar e autoconfiança para todas as áreas da vida.

No programa de formação TeenCoaching, há uma lista das cinco habilidades principais relacionadas à inteligência emocional:

Autoconhecimento – ter clareza das próprias forças, fraquezas e valores.

Autorregulação ou autocontrole – controlar emoções em vez de ser refém delas.

Motivação – ter energia e disposição de ir atrás do que se quer.

Empatia – olhar as situações, o mundo e os conflitos sob o ponto de vista do outro.

Habilidades sociais – criar conexões positivas, gerando confiança e apoio.

Neste artigo vamos tratar do item 3, motivação, e a garra, que é a motivação permanente. A cientista Angela Lee Duckworth define assim a garra: “É paixão e perseverança em objetivos de longo prazo. É ter resistência, é manter o foco no seu objetivo dia após dia, não por uma semana ou um mês, mas por anos, e trabalhar duro para tornar esse objetivo realidade. É estar disposto a fracassar, mas sabendo que o fracasso não é uma situação permanente. Garra é errar e recomeçar tendo aprendido algumas lições.”

Por que a garra é um dos maiores desafios dos vestibulandos da atualidade? Sabrina Oliveira, cocriadora do método GrowCoaching e do programa de formação TeenCoaching, explica: “A geração Z é marcada pela busca constante pelo prazer, pelo imediatismo e pela falta de foco. Esses jovens foram poupados da frustração ao longo de toda a vida, e para muitos deles o vestibular é o primeiro grande desafio. Por meio das ferramentas do TeenCoaching, o profissional Coach pode fazer boas perguntas que levem o adolescente a criar novas soluções, mais eficazes que as antigas, gerando autorresponsabilidade e auxiliando-o a abrir mão do prazer imediato para a realização de objetivos maiores.”

Quer saber mais sobre o método GrowCoaching e como ele é aplicado no programa de formação TeenCoaching? Acesse aqui e entre em contato conosco: https://coachinginfantojuvenil.com.br/formacoes-em-coaching/formacao-teen-coaching-professional/

Fontes:
Inteligência emocional, Daniel Goleman. Objetiva, 1997.

Inteligência emocional 2.0, Travis Bradberry e Jean Greaves. Alta Books, 2018.

E-book Inteligência emocional, integrante do programa de formação TeenCoaching.

TED “Garra: o poder do entusiasmo e da perseverança – Angela Lee Duckworth”. Disponível em: https://www.ted.com/talks/angela_lee_duckworth_grit_the_power_of_passion_and_perseverance?language=pt-br#t-352149

                      

Matérias Relacionadas

Medo de dormir sozinho é normal na infância?
Cinco frases comuns que não devem ser ditas a uma criança
COACHING INFANTIL: Saiba porque e como funciona na transformação de famílias e escolas