Simulação do modelo das Nações Unidas, o que é?

Simulação do modelo das Nações Unidas, o que é?

Por: Marcia Belmiro | Adolescentes | 27 de janeiro de 2020

E se nas escolas existisse um laboratório de ciências humanas, como existem os laboratórios de física e química, para levar os conteúdos estudados em sala – cidadania, ciência política, direitos humanos – para a vivência prática? Não precisa mais imaginar, esse laboratório já existe.

Em todo o mundo, escolas de ensino médio e universidades estão promovendo simulações do modelo das Nações Unidas. Nessas oportunidades, os alunos exercitam habilidades como resolução de conflitos, negociação, oratória e trabalho em equipe.

Como funciona

As simulações costumam acontecer da seguinte forma: os participantes representam um Estado-membro em uma reunião de um dos comitês da ONU (por exemplo, representante dos Estados Unidos no comitê da Unesco). Os temas abordados nesses modelos são os mesmos dos fóruns internacionais reais: conflitos armados, direitos humanos, política internacional, aquecimento global. Em alguns casos, são remontadas sessões históricas da ONU.

Esse tipo de simulação é uma estratégia pedagógica alternativa ao tradicionalismo da aula expositiva, que facilmente cai na desatenção dos jovens da geração z. Com essas dinâmicas, é possível promover o interesse de um aluno de ensino médio que talvez nunca tenha se destacado em sala.

É uma oportunidade para esse estudante descobrir como os conteúdo de história e geografia, por exemplo, têm conexão estreita com os acontecimentos atuais e com seu próprio cotidiano. Além disso, é uma ótima chance de ensinar relações internacionais e conceitos como política e civismo – fundamentais para pessoas de qualquer idade.

Para aumentar o realismo e proporcionar aos jovens uma chance maior de aprendizado, os participantes pesquisam previamente o posicionamento oficial do país representado e como funciona sua política interna e externamente em relação àquele determinado assunto.

Breve histórico

Os primeiros modelos das Nações Unidas a surgir foram o National Model United Nations, em Nova Iorque, e o Harvard National Model United Nations, em Boston. Ambas têm antecedentes na década de 1920 como simulações da Liga das Nações.

O primeiro modelo das Nações Unidas realizado no Brasil foi o AMUN – Americas Model United Nations, organizado pelos alunos do curso de relações internacionais da Universidade de Brasília (UnB) em 1998.

O Modelo Intercolegial da Organização das Nações Unidas (MINIONU), projeto desenvolvido pelos alunos de graduação em Relações Internacionais da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas) em Belo Horizonte e em Poços de Caldas (MG) é o maior modelo intercolegial das Nações Unidas no mundo, envolvendo mais de mil pessoas em sua dinâmica, sendo alunos do ensino médio e de graduação, além de professores universitários e funcionários.

Fontes:

“ONU convida estudantes a participar de simulação das Nações Unidas em Nova Iorque”. Disponível em: https://nacoesunidas.org/onu-convida-estudantes-a-participar-de-simulacao-das-nacoes-unidas-em-nova-iorque/

“ONU Jr. – Guia de regras”. Disponível em: https://saudeglobaldotorg1.files.wordpress.com/2015/07/2-guia-de-regras.pdf

                      

Matérias Relacionadas

Recolocação profissional: como se planejar
Três dificuldades comuns na adolescência em sala de aula
4 dicas para melhorar o relacionamento com adolescentes