Precisamos falar sobre a raiva: dicas de livros infantis que abordam esse sentimento

Precisamos falar sobre a raiva: dicas de livros infantis que abordam esse sentimento

Por: Marcia Belmiro | Crianças | 28 de agosto de 2019

Foi-se o tempo em que os livros infantis serviam apenas para entreter. Hoje, felizmente, há obras que tratam de todos os temas relacionados ao ser criança, inclusive de suas emoções. Fizemos uma seleção de histórias que abordam a raiva, este sentimento tão difícil de lidar – até para os adultos. Confira!

 

Pedro vira porco-espinho (Janaina Tokitaka)

Editora Jujuba

Do que se alimenta a raiva? Por que estamos calmos e de repente — pum — não estamos mais? A autora Janaina Tokitaka conta a história de Pedro, um menino comum que vai levando a vida em suas rotinas de criança. Porém, quando uma dessas coisas não acontece como ele espera, Pedro vira porco-espinho. Com uma metáfora sutil e divertida sobre as transformações do humor e as sensações que experimentamos na vida — que muitos pais podem chamar de “birra” ou “manha” —, o livro convida o pequeno leitor a refletir sobre a origem dos sentimentos.

 

Como eu me sinto… quando estou zangado (Cornelia Maude Spelman)

Editora Todolivro

Aprender a identificar e lidar com nossas emoções (especialmente as desagradáveis e assustadoras) é tão importante quanto outros aprendizados. Na coleção “Como eu me sinto”, a terapeuta Cornelia Maude Spelman usa uma linguagem simples e tranquila para ajudar crianças a compreender seus sentimentos e a relacionar-se bem com os outros. Abordando situações da vida infantil (quando é preciso parar uma brincadeira para arrumar o quarto; quando estamos na praia e chove; quando riem de mim), a autora valida o sentimento de raiva dos pequenos sem cair no caminho do rótulo reducionista “é coisa de criança”, provocando uma discussão inteligente e autêntica entre filhos e pais.

 

A raiva (Blandina Franco e José Carlos Lollo)

Editora Pequena Zahar

“No começo era só uma raivinha à toa. Uma coisa boba, que nem tinha razão de ser, mas que, mesmo assim, era.” Todo mundo já sentiu raiva em algum momento da vida. Ela pode surgir das coisas mais simples, como de um olhar de alguém meio de lado, um sorriso diferente, uma palavra torta… Até que tudo passa a alimentar essa raiva e logo ela se torna uma fúria! Este livro, vencedor do Prêmio Jabuti 2015, conta com muito bom humor e belíssimas ilustrações como um sentimento pode crescer e tomar conta de cada um. Uma história de autoconhecimento para crianças e adultos.

Quando mamãe virou um monstro (Joanna Harrison)

Editora Brinque-Book

Esta obra trata da raiva materna, um tabu ainda maior que a raiva infantil. Ao receber a notícia de que os sobrinhos vêm lanchar, Mamãe fica desesperada. A casa está uma bagunça, não há nada para servir às visitas e Mamãe não sabe por onde começar… Enquanto isso, os filhos só pensam em brincar. Ao invés de arrumar suas coisas, sempre encontram outras para desarrumar, um motivo para brigar e outro para chorar. De repente, uma coisa estranha acontece com Mamãe…

 

Recomendamos estas obras pois entendemos que as emoções são foco de visita contínua de crianças e adultos que desejam se munir de ferramentas psíquicas para levar uma vida com mais autoconhecimento e propósito.

 

Fonte dos textos e das imagens: Divulgação das editoras.

                      

Matérias Relacionadas

Um tapinha não dói? Palmada não educa, gera traumas e faz perpetuar o ciclo de violência
Obesidade infantil: uma epidemia mundial
O que é interdisciplinaridade?