Menu Categorias
Atividades e tarefinhas para maternal

Atividades e tarefinhas para maternal

Por: Marcia Belmiro | Crianças | 18 de Maio de 2018

O maternal é um momento da vida das crianças onde estão começando a desenvolver uma série de habilidades que serão extremamente úteis para as próximas etapas de sua socialização, o que faz com que a atitude que as cuidadoras têm frente aos pequenos seja crucial em seu desenvolvimento. O método KidCoaching demonstra detalhadamente uma série de atitudes que os adultos podem adotar ao lidar com as crianças que podem ser propulsoras desse desenvolvimento saudável.

Ao pensar em atividades para o maternal é preciso que as professoras coloquem-se na posição de facilitadoras e não de avaliadoras e menos ainda de “máquinas de atividades”. Isso quer dizer que a proposição de uma atividade deve ser um convite instigante e não uma imposição de que todos façam igual ao que está sendo ordenado, tampouco um momento onde as crianças são hierarquizadas a partir de “quem faz melhor” determinada tarefa ou onde elas são comparadas umas às outras. E menos ainda o incentivo e uso do parâmetro adulto de produtividade – quanto mais melhor, quando a atividade nessa fase tem cunho simbólico e projetivo a ser considerado e respeitado.

Colocar-se na posição de facilitadora significa propor atividades diferenciadas e fornecer o material necessário para que a criança possa por si só buscar atingir o melhor de suas habilidades.

Assim, quando as crianças sentem-se acolhidas e valorizadas, elas espontaneamente são capazes de utilizar-se do material fornecido à elas de forma criativa e integradora. É importante nessa fase do desenvolvimento dar preferência a atividades coletivas para que as crianças possam praticar essa troca umas com as outras e ter a oportunidade desse treino da vida social e suas adversidades.

Então, por exemplo, ao invés de propor tarefinhas para o maternal de desenho individual, pode-se trazer uma folha grande e materiais artísticos como tinta, lápis coloridos e giz de cera, para que os pequenos confeccionem um grande painel juntos. Ou, ao invés de dar um pedaço de massinha para cada aluno e algumas ferramentas para brincar sozinho, colocar um grande bolo de massinha junto e todas as ferramentas alinhadas para que eles próprios possam dividir entre si os recursos que lhes foram oferecidos.

Por mais que possa parecer distante essa concepção de que crianças tão pequenas são capazes de se auto-organizar (muito por conta da nossa visão precária acerca da infância também ~ para ler um pouco mais sobre esse tema acesse o seguinte link  … https://coachinginfantojuvenil.com.br/portal/o-que-e-ser-um-psicologo-que-trabalha-com-criancas/ ) é impressionante o quanto elas são curiosas e preocupadas em ajudar o próximo, uma vez que estimuladas para tal. Assim as melhores atividades para maternal são aquelas que oferecem ferramentas para que as crianças possam desenvolver suas habilidades sociais e sua curiosidade natural, para que aprendam a dividir e construir coisas juntos.

Desta forma, as atividades propostas para que o grupo realize coletivamente são muito produtivas, além das atividades que estimulem os sentidos corporais, tais como atividades com sons diferentes, texturas múltiplas, cheiros diversos e muitas cores!

Matérias Relacionadas

Autoridade emocional:  O que fazer quando seu filho não te escuta?
Como funciona a guarda compartilhada dos filhos e o impacto emocional para a criança
Coaching para Adolescentes