“Pergunta pro seu pai”, “pergunta pra sua mãe”

“Pergunta pro seu pai”, “pergunta pra sua mãe”

Por: Marcia Belmiro | Educação | 11 de outubro de 2019

Na infância, quem nunca ouviu a frase “pergunta pro seu pai” e, no minuto seguinte, “pergunta pra sua mãe”?

“Isso acontece quando não há limites claros nem uma estrutura que a criança entenda como única na família. Esse tipo de situação pode gerar o seguinte comportamento: o filho se sente confuso sobre as regras da casa, então percebe que há espaço para fazer jogos emocionais com os pais, de modo a conseguir sempre o que deseja”, alerta Marcia Belmiro.

É normal haver discordância entre os cuidadores principais, mas nos pontos mais importantes ambos necessitam estar de acordo. Para isso, os valores da família (aqueles que são inegociáveis para o grupo familiar), uma vez que sejam discutidos previamente entre os adultos – independentemente de os pais formarem um casal ou não – haverá clareza e segurança para os pequenos.

“É importante falar também sobre os papéis caricaturais que são desempenhados com frequência: um dos pais é o ‘bonzinho’, que deixa o filho fazer tudo, e o outro é o ‘mauzinho’, que não permite nada e sempre dá as broncas. Esse tipo de divisão não contribui para o amadurecimento da criança; ao contrário, só gera desinteresse pelo bem-estar coletivo. Respeitando o estilo e o temperamento de cada um, pai e mãe são igualmente responsáveis pela educação de seus filhos, o que inclui permitir determinadas coisas e negar outras, com clareza e argumentos sólidos”, explica Marcia Belmiro.

Para auxiliar as famílias nessa importante missão, disponibilizamos aqui a lista de valores utilizada nos programas Kids Coaching e Teen Coaching. Ela foi elaborada com base no estudo do psicólogo francês Pierre Weil, que pesquisou diversas culturas em todo o mundo e chegou aos 42 valores mais universais.

Dos valores a seguir, escolham os 8 que estão mais de acordo com a sua família. Anotem eles e deixem a lista em um local visível, como a porta da geladeira. Sempre que precisar lembrar o que realmente importa para a sua família, olhe a lista de valores criada por vocês para realidade da sua família.

Lista de 42 valores universais

Respeito
Responsabilidade
Motivação
Curiosidade
Congruência
Sucesso
Ternura
Espontaneidade
Prosperidade
Alegria
Flexibilidade
Excelência
Compartilhamento
Consciência
Autocontrole
Cooperação
Prazer
Tolerância
Intuição
Coragem
Solidariedade
Fidelidade
Cuidado
Criatividade
Saúde
Energia vital
Conforto
Amizade
Honestidade
Espiritualidade
Paz
Sensatez
Justiça
União
Compreensão
Família
Originalidade
Evolução

Decisão
Disciplina
Discernimento

Matérias Relacionadas

Folclore em sala de aula
O Natal para além dos presentes e da ceia
A importância de dizer não a seu filho